Eletrofisiologia: eletrorretinograma (erg), eletro-oculograma (eog), potencial visual evocado (pve)

Esse exame possui três componentes distintos: eletrorretinograma (ERG), o eletrooculograma (EOG) e o potencial visual evocado (PVE). Tais exames estudam e fazem o registro da atividade elétrica provocada pela luz no olho.

PVE – P: padrão xadrez

PVE _F: flash

Aparelho: LKC – EPIC 3000

Aplicação clínica: 

– Doença do nervo-óptico e vias ópticas (PVE-P e PVE- F);

– Doenças da mácula (PVE-P);

– Retinose pigmentar com visão central ainda preservado (PVE-P);

– Baixa acuidade visual sem causa evidente (PVE-P e PVE-F);

– Opacidade de meios (PVE-F);

– Avaliação médica legal;

– Ambliopia.

Técnica:

Duração: aproximadamente 45 minutos

Dilatação pupilar: não

Observação:

PVE padrão xadrez é obrigatório uso de lentes corretoras (óculos)

Orientação aos pacientes:

Os exames eletrofisiológicos são semelhantes a outros testes, como por exemplo, o eletrocardiograma e o eletroencefalograma. E tem como objetivo avaliar a função da retina e do nervo óptico. Para a realização dos exames é recomendado que:

– O paciente não use cremes nos rosto, maquiagem ou protetor solar;

– Vá ao exame com cabelos secos, sem gel ou spray, para que isso não interfira no registro;

– Todos os objetos como, celulares, tocadores de música e outros devem ser desligados e deixados com os acompanhantes no momento da realização do exame;

– Trazer óculos de grau, tanto para perto como para longe. Se não tiver óculos, trazer receita;

– O paciente será preparado para o exame e, na maioria dos testes, as pupilas devem ser dilatadas. Para isso, o paciente deve trazer óculos escuros para minimizar o desconforto quando terminar o exame;

– Se possível, venha com acompanhante, pois geralmente será necessário dilatar a pupila;

– O paciente não deve se expor ao sol por alguns dias e, caso haja exposição, deve usar protetor solar.