Oct Spectralis – segmento posterior

É um equipamento baseado na tecnologia de laser confocal de varredura que permite o registro de olho. O Spectralis representa a mais moderna geração de exames de diagnóstico por imagem na oftalmologia.

A aquisição do spectralis coloca o CBV – Hospital de Olhos –  no patamar das melhores clínicas e hospitais do mundo inteiro, trazendo para o Centro-Oeste e para o Brasil o verdadeiro conceito de excelência em oftalmologia aliada à inovação e tecnologia.

O Spectralis realiza seis diferentes exames, permitindo uma avaliação detalhada de todas as estruturas que compõem o fundo de olho, como nervo óptico, retina, coroide e vasos sanguíneos. Os exames compreendidos são:

– Retinografia monocromática digital (RF-RED FREE);

– Retinografia por imagem infravermelha digital (IR-INFRA RED);

– Videoangiografia com fluoresceína (FL);

– Videoangiografia digital com indocianina verde (ICG);

– Autofluorescência (AF);

– Tomografia de Coerência Óptica de Alta definição (OCT).

Além desses exames citados acima, ele também faz os exames “casados”, ou seja, dois exames simultâneos, por exemplo: IR +OCT, AF + OCT, RF +OCT, FL + OCT, ICG. Chamado de laser angiógrafo tomógrafo digital, os exames existentes neste aparelho não são comparados aos já existentes, pois sua definição tem a melhor qualidade, mais cortes em diversas áreas da retina, imagens tridimensionais, mecanismo e Eye Tracking (rastreamento de movimentação ocular) e associação de dois exames.

Indicações:

A retinografia monocromática digital e a retinografia por imagem infravermelha digital permitem a observação e análise de detalhes da retina e do nervo óptico, principalmente da camada de fibras nervosas e das camadas mais externas (profundas) da retina e possibilidade de observação de detalhes por meio de programas de ampliação e contraste digital.

A autofluorescência ou retinografia autofluorescente é a mais nova tecnologia não invasiva para avaliar o metabolismo da retina por revelar alterações anatômicas no epitélio pigmentado da retina e, atualmente, é o principal exame utilizado para o diagnóstico de doenças genéticas e hereditárias da retina, assim, como para diagnosticar e acompanhar pacientes portadores de degeneração macular relacionada à idade (forma seca) que apresentam drusas e atrofias do epitélio pigmentado.

A videoangiografia digital com fluoresceína e a videoangiografia digital com indocianina verde são exames que permitem avaliar a circulação sanguínea de todas as camadas do fundo do olho como, por exemplo, a retina e a coroide para o diagnóstico preciso de doenças vasculares e exsudativas do fundo de olho. O Spectralis permite a realização simultânea desses dois exames, o que proporciona um alto grau de clareza e precisão no diagnóstico dessas doenças. 

A tecnologia de laser confocal de varredura presente no Spectralis permitiu que esse exame, antes realizado separadamente, possa ser feitos simultaneamente em tempo real, revelando detalhes que tornam o diagnóstico mais preciso. Esses exames permite baixíssimo nível de luz, resultando em menos desconforto ao paciente.

 

Tomografia de coerência óptica de alta definição – o Spectralis – é o único no mundo a possuir um mecanismo de Eye Tracking, ou seja, rastreamento de movimentação ocular que permite análise seriada e totalmente reprodutível das imagens do fundo do olho, o que promove a captação de imagens de alta resolução e qualidade do fundo do olho com capacidade de avaliação de junções celulares de fotorreceptores e vasos retinianos, além de todas as outras camadas da retina e estruturas do nervo óptico. Desse modo, o poder de resolução das imagens chega a 7 micra (1 micra corresponde à milésima parte do milímetro), tornando possível a avaliação de estruturas a nível celular na retina e nervo óptico.